domingo, 20 de novembro de 2011

Greve dos professores Estaduais


Greve inoportuna
Os deputados fizeram uma apelo para que os professores reflitam sobre as ações do governo Tarso antes de responder positivamente à proposta do Cpers-Sindicato de deflagrar uma greve no final do semestre. “O conjunto de medidas adotadas pelo governo representa uma política clara de defesa da educação e do magistério. Por isso, este governo merece um crédito do magistério”, afirmou a líder do governo na Assembleia Legislativa, Miriam Marroni (PT).
No documento distribuído à imprensa, os deputados listaram as reivindicações da categoria já atendidas pelo governo. Entre elas, a liberação de dirigentes sindicais, pagamento de dias parados em 2008 e 2009 em função de greves, inclusão de funcionários no Plano de Carreira, retomada das promoções atrasadas desde 2002 e realização de concurso público.
Conforme a líder do governo, uma greve agora é inoportuna e irá prejudicar, especialmente, a sociedade. “É lamentável que o Cpers tenha rompido as negociações e esteja ignorando os avanços obtidos nestes primeiros meses de administração”, salientou.
Fonte :http://www.ptrs.org.br
###############################################
Para começo de conversa, quero deixar claro que não sou partidária, tenho minhas próprias ideologias e voto sempre na pessoa do candidato, medindo seus feitos pela comunidade até a sua candidatura, mas neste caso da greve dos professores, percebe-se que, em menos de um ano, muitas conquistas foram realizadas: "a liberação de dirigentes sindicais, pagamento de dias parados em 2008 e 2009 em função de greves, inclusão de funcionários no Plano de Carreira, retomada das promoções atrasadas desde 2002 e realização de concurso público."
Como sou funcionária pública e sei a dificuldade de se colocar as metas e objetivos em prática, acho essa greve um absurdo, uma total falta de respeito para com os alunos e familiares. O vestibular vem aí, e quem passar como vai fazer sua matrícula se não tiver o diploma de conclusão do ensino médio em mãos?
Essa lenga lenga dos professores vem de anos e muuuuuiiiiiitttttoooossss anos. Desde que me lembro, foi assim. Então, porque não fazem a greve no início das aulas? Haveria tempo de negociações e recuperação das aulas.
Concordo que todos tem o direito de reivindicar seus direitos, porém temos que entender o velho ditado : meu direito termina onde começa o direito do outro.
Acho o cúmulo os professores  prejudicarem dessa forma, a sociedade que paga seus ditos "minguados" salários. Façam greve, se quiserem, mas sem prepotência de pensar apenas em si próprios. O EGOÍSMO é o que mais prejudica o ser humano. E nada melhor para educar uma pessoa, do que o próprio exemplo! Isso é exemplo?
FAÇAM GREVE SIM, SE NECESSÁRIO FOR, MAS SEM PREJUDICAR NINGUÉM!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SINTA-SE A VONTADE AO FAZER SEU COMENTÁRIO...