sábado, 29 de outubro de 2011

Mortes

Estou aqui, com tristeza acompanhando as notícias da morte de mais uma pessoa querida. O Administrador Luis Fabres.
O ano de 2011, para mim foi bastante doloroso no sentido de perder pessoas queridas, de formas trágicas.
Primeiro, o Cléo Bonoto, depois o Leopoldo Locateli, o José Ari, o Édipo Zambeli e agora o Luis Fabres.
Coincidência ou não, todos do sexo masculino.
Dois, eu os vi crescer, batalhar e tomarem rumo na vida.
Outros três, conheci digamos, "no meio do caminho"!
Mas todos tinham suas qualidades, seus valores e carisma indiscutíveis.
Todos partiram de forma trágica, inesperada.
Confesso que, apesar de espírita, fico chocada e triste diante de cada morte e sempre me ponho a refletir mais e mais sobre a vida.
Sei que a vida continua, mas de que forma estou vivendo aqui?
Sou feliz? Contribuo para a felicidade dos outros?
Vivo com humildade , gratidão e resignação?
Se daqui a pouco for eu a morrer, partirei sem peso na consciência?
Estou pronta para chegar no outro plano sem ter que baixar a cabeça?
É nessas horas que entendo o quanto ainda preciso evoluir.
Cléo Bonoto - Acidente de carro
Leopoldo - Matou 2 pessoas e se matou
José Ari - Infarto
Édipo - Assassinado
Luis Fabres - Acidente de carro


A TODOS VOCÊS A LUZ ETERNA! VÃO EM PAZ!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

SINTA-SE A VONTADE AO FAZER SEU COMENTÁRIO...