segunda-feira, 31 de outubro de 2011

A dor de uma despedida



Despedidas sempre doem.
Despedidas de um até breve, de separações, de desencarnações, enfim...despedidas!
Acredito que ainda somos muito materialistas e por isso,  não aceitamos estar longe de pessoas que queremos bem, que amamos, sejam lá quem forem os seres queridos e amados.
São filhos que vão para outras cidades, pais que ficam;
Namorados/maridos que se despedem para trabalhar;
Amigos que vão embora em busca de melhores oportunidades;
Colegas que vão atrás de seus sonhos e tomam rumos diferentes;
Um relacionamento que acaba;
Outros, desencarnam e ficamos a chorar.
Na despedida sempre fica além da saudade, a incerteza do reencontro.
E isso dói, machuca, faz os seres sofrerem. Uma dor que as vezes nem conseguimos explicar.
Mas também, pra que explicar sentimentos? Eles são para serem sentidos e vividos e não explicados.
Choramos a morte de nossos animais de estimação, que em muitas vezes são nossos amigos mais verdadeiros.
Animais sofrem a ausência de seus donos, chegando muitas vezes até a desencarnarem deprimidos por essa ausência.
A tecnologia de que hoje dispomos, facilita tudo, nada fica "longe". Mas nós continuamos a querer abraçar, sentir, ver e tocar nossos entes queridos.
Para mim, tecnologia nenhuma supera o poder do toque, do abraço, do olho no olho... apenas ameniza a dor da ausência, mas não substitui a presença do ser.
Enfim, poderemos trocar as despedidas, por um até breve... ao menos, quem sabe a dor seja menor.
Até breve...
Uma boa semana a todos!

sábado, 29 de outubro de 2011

JULGAMENTO

Mortes

Estou aqui, com tristeza acompanhando as notícias da morte de mais uma pessoa querida. O Administrador Luis Fabres.
O ano de 2011, para mim foi bastante doloroso no sentido de perder pessoas queridas, de formas trágicas.
Primeiro, o Cléo Bonoto, depois o Leopoldo Locateli, o José Ari, o Édipo Zambeli e agora o Luis Fabres.
Coincidência ou não, todos do sexo masculino.
Dois, eu os vi crescer, batalhar e tomarem rumo na vida.
Outros três, conheci digamos, "no meio do caminho"!
Mas todos tinham suas qualidades, seus valores e carisma indiscutíveis.
Todos partiram de forma trágica, inesperada.
Confesso que, apesar de espírita, fico chocada e triste diante de cada morte e sempre me ponho a refletir mais e mais sobre a vida.
Sei que a vida continua, mas de que forma estou vivendo aqui?
Sou feliz? Contribuo para a felicidade dos outros?
Vivo com humildade , gratidão e resignação?
Se daqui a pouco for eu a morrer, partirei sem peso na consciência?
Estou pronta para chegar no outro plano sem ter que baixar a cabeça?
É nessas horas que entendo o quanto ainda preciso evoluir.
Cléo Bonoto - Acidente de carro
Leopoldo - Matou 2 pessoas e se matou
José Ari - Infarto
Édipo - Assassinado
Luis Fabres - Acidente de carro


A TODOS VOCÊS A LUZ ETERNA! VÃO EM PAZ!



sexta-feira, 28 de outubro de 2011

DIA DO SERVIDOR PÚBLICO


A mais honrosa das ocupações é servir o público e ser útil ao maior número de pessoas.
Michel de Montaigne



A História

Em 1808, com a chegada da Família Real Portuguesa ao Brasil, formou-se o embrião daquilo que seria a máquina administrativa estatal.

São, portanto, duzentos anos de funcionalismo público. O Brasil se tornou independente, virou império, república. E lá estavam os servidores. Governos e governantes vieram e passaram, e os funcionários permaneceram. Tanto na ditadura quanto na democracia, a imensa máquina pública brasileira jamais deixou de funcionar.

O cargo de funcionário público sempre foi muito cobiçado. A cada novo concurso, milhares de candidatos buscam uma vaga em instituições federais, estaduais e municipais.

Em 1943, o então presidente Getúlio Vargas institui o 28 de outubro como o Dia do Funcionário Público, através do Decreto-Lei Nº 5.936.
Por: Antonio Elânio

##################

Neste dia presto esta singela homenagem a todos NÓS Servidores Públicos.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

DOR FÍSICA X DOR EMOCIONAL


O maior medo do ser humano, depois do medo da morte, é o medo da dor. Dor física: um corte, uma picada, uma ardência, uma distenção, uma fratura, uma cárie. Dor que só cessa com analgésico, no caso de ser uma dor comum, ou com morfina, quando é uma dor insuportável. Mas é a dor emocional a mais temível, porque essa não tem medicamento que dê jeito.
Uma vez, conversando com uma amiga, ficamos nessa discussão por horas: o que é mais dolorido, ter o braço quebrado ou o coração? Uma pessoa que foi rejeitada pelo seu amor sofre menos ou mais do que quem levou 20 pontos no supercílio? Dores absolutamente diferentes. Eu acho que dói mais a dor emocional, aquela que sangra por dentro. Qualquer mãe preferiria ter úlcera para o resto da vida do que conviver com o vazio causado pela morte de um filho.
As estatísticas não mentem: é mais fácil ser atingida por uma depressão do que por uma bala perdida. Existe médico para baixo astral? Psicanalistas. E remédio? Anti-depressivos. Funcionam? Funcionam, mas não com a rapidez de uma injeção, não com a eficiência de uma cirurgia. Certas feridas não ficam à mostra. Acabar com a dor da baixa-estima é bem mais demorado do que acabar com uma dor localizada.
Parece absurdo que alguém possa sofrer num dia de céu azul, na beira do mar, numa festa, num bar. Parece exagero dizer que alguém que leve uma pancada na cabeça sofrerá menos do que alguém que for demitido. Onde está o hematoma causado pelo desemprego, onde está a cicatriz da fome, onde está o gesso imobilizando a dor de um preconceito? Custamos a respeitar as dores invisíveis, para as quais não existem prontos-socorros. Não adianta assoprar que não passa.
Tenho um respeito tremendo por quem sofre em silêncio, principalmente pelos que sofrem por amor. Perder a companhia de quem se ama pode ser uma mutilação tão séria quanto a sofrida por Lars Grael, só que os outros não enxergam a parte que nos falta, e por isso tendem a menosprezar nosso martírio. O próprio iatista terá sua dor emocional prolongada por algum tempo, diante da nova realidade que enfrenta. Nenhuma fisgada se compara à dor de um destino alterado para sempre.
Martha Medeiros

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

VAMPIROS

Eu não acredito em gnomos ou duendes, mas vampiros existem. Fique ligado, eles podem estar numa sala de bate-papo virtual, no balcão de um bar, no estacionamento de um shopping. Vampiros e vampiras aproximam-se com uma conversa fiada, pedem seu telefone, ligam no outro dia, convidam para um cinema. Quando você menos espera, está entregando a eles seu rico pescocinho e mais. Este "mais" você vai acabar descobrindo o que é com o tempo.

Vampiros tratam você muito bem, têm muita cultura, presença de espírito e conhecimento da vida. Você fica certo que conheceu uma pessoa especial. Custa a se dar conta de que eles são vampiros, parecem gente. Até que começam a sugar você. Sugam todinho o seu amor, sugam sua confiança, sugam sua tolerância, sugam sua fé, sugam seu tempo, sugam suas ilusões. Vampiros deixam você murchinha, chupam até a última gota. Um belo dia você descobre que nunca recebeu nada em troca, que amou pelos dois, que foi sempre um ombro amigo, que sempre esteve à disposição, e sofreu tão solitariamente que hoje se encontra aí, mais carniça do que carne.
Esta é uma historinha de terror que se repete ano após ano, por séculos. Relações vampirescas: o morcegão surge com uma carinha de fome e cansaço, como se não tivesse dormido a noite toda, e você se oferece para uma conversa, um abraço, uma força. Aí ele se revitaliza e bate as asinhas. Acontece em São Paulo, Manaus, Recife, Florianópolis, em todo lugar, não só na Transilvânia. E ocorre também entre amigos, entre colegas de trabalho, entre familiares, não só nas relações de amor.
Doe sangue para hospitais. Dê seu sangue por um projeto de vida, por um sonho. Mas não doe para aqueles que sempre, sempre, sempre vão lhe pedir mais e lhe retribuir jamais.

Martha Medeiros

O poder de um abraço

Para mim o abraço é o gesto mais nobre e valoroso de demostrar o quanto nos importamos com nosso semelhante.
Há dias em que tudo parece perdido e chega alguém com um abraço gostoso e você volta a pensar que vale a pena prosseguir...
As vezes as lágrimas banham nossa face e nem temos assim tanta explicação para elas, um abraço poderá secá-las de uma vez.
Outros dias nosso coração está apertado, parece que vai parar, ganhamos um abraço de alguém que tanto amamos e pronto, o coração está livre, leve e solto outra vez...
Naqueles dias em que tudo parece ter saído errado, nada mais confortante do que chegar em casa e termos alguém que nos acolha com um abraço.
Não falo aqui do abraço "social", "sensual", mas do abraço apertado que só se consegue dar quando realmente amamos as pessoas.
Na ausência de um abraço humano, o contato com um animal de estimação produz efeitos semelhantes.
Mas nada pode ser pior do que a indiferença e a falta de carinho entre os seres humanos, principalmente daqueles que tanto amamos.
Deixo aqui uma mensagem que encontrei, vamos pensar melhor nesse poderoso remédio??

http://www.youtube.com/watch?v=60pWo8AWJZ8&noredirect=1

terça-feira, 25 de outubro de 2011

O descrédito do Servidor Público

Dia desses, no meu vai e vem em busca de atendimentos para minha saúde, fiquei a observar a atitude de um servidor que estava de plantão.
Chegamos ( eu e meu pai ) e o (a)  plantonista estava falando em seu telefone particular, o assunto era  particular, ouvimos a conversa, afinal o papo continuou em nossa frente.
E nós esperando...
Esperamos em torno de 10 minutos, até o assunto acabar.
Meu pai sentou-se e eu em pé no balcão, frente a pessoa, esperando... e mesmo assim não se flagrou de desligar o celular e nos atender e depois, se sobrasse tempo, que continuasse o assunto.
Fiquei puta da cara e entendi mais um pouco, porque os Servidores Públicos são mal vistos.
Imaginem, se era um local para atendimento à saúde e tivemos que esperar uns 10 minutos para sermos atendidos, o que não acontece em locais onde o atendimento não é urgente?
Por favor gente, caros colegas de profissão, somos pagos pelos cidadãos que atendemos, porque esse desrespeito na cara do contribuinte?
Imaginem o que um colega desses faz quando ninguém está lhe vendo!
Em nossa classe temos muitos colegas trabalhadores de fato, que merecem muito mais do que seus minguados salários, mas parece que essas laranjas podres é que se sobressaem e todos levam a má fama juntos.
Portanto colegas, se queremos respeito pelos contribuintes e pelos Administradores, temos que primeiro respeitar e desempenhar nossas atividades conforme aceitamos na hora em que assinamos o contrato de trabalho, seja por concurso, Cargo de confiança ou Estagiário.


Qual a imagem do servidor público?

Para acrescentar dados à minha monografia

Melhor resposta - Escolhida por votação

Salvo raríssimas exceções que sempre haverá, eu diria que é a mesma imagem daqueles que o governam, ou seja, de descrédito.
100% 1 Voto

Outras Respostas (7)

  • Gebo:
    Você empregou bem o termo: SERVIDOR PÚBLICO! São poucos os
    servidores. Agora, funcionários públicos',transbordam. Em qualquer repartição pública vc vai constatar o inchaço da máquina administrativa. Em todos os níveis, municipal, estadual e principalmente o federal, o que, aliás, tem sido elo de sustentação do atual governo.
    Grande contradição: Muitos falam mal mas todos querem se tornar mais um funcionário público.
    Diria, amigo, que é péssima a imagem do servidor público devido a enxurrada de funcionários 'públicos medíocres, oportunistas e gozadores de favores políticos partidários.
    Minha real homenagem aos verdadeiros Servidores Públicos! Quanto aos outros, minha constante vigilância. Tô de olho!!!

    Fonte(s):

    Dia-a-dia de um Brasil sindical, gestão Lula da Silva.
    0% 0 Votos
    • 2 pessoas avaliaram como boa
  • ...cuidado pessoal, que mandam prender vocês por desrespeito ou desacato, um direito assegurado por lei ao servidor público.

    Deveriamos ter o direito de mandar prender o "servidor" público que desse mal atendimento ao contribuinte. Ia faltar cadeia.
    0% 0 Votos
  • A imagem as vezes é de que não faz nada, mas há pessoas e pessoas nesse mundo, e há muita gente que realmente trabalha veste a camisa, e quer fazer um bom trabalho para a sociedade.
    0% 0 Votos


    Leiam bem a pesquisa que encontrei no site do yahoo.E que sejamos um daqueles que realmente trabalha.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Em casa, de molho



Fui acometida por uma bronquite, juntamente com leve pneumonia. Estou em repouso absoluto desde sábado a tarde. Saio de casa apenas para fazer as nebulizações.
Felizmente o médico acertou os medicamentos e já me sinto melhor, a febre cedeu, a tosse diminuiu.
Devo permanecer assim até quarta-feira, dia 24 de outubro.
É incrível, mas nesses momentos é que valorizamos a saúde, o poder andar, sair, trabalhar, etc..
Nessas horas daria tudo para poder ir até a padaria, o mercado, o vizinho, sei lá, sair...
Esses obstáculos surgem em nossas vidas, exatamente para que possamos valorizar as pequenas coisas, que no corre corre do dia a dia se tornam tão "normais", que nem percebemos que são feitas.
De tudo fica a certeza, de um limão, sempre dá para fazer uma limonada e tudo tem uma justificativa para ser.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

A FENIX





Sou como a mitológica Ave Fênix.
Pois tenho um grande fogo que arde dentro de meu coração, cheio de paixão, desejo, amor e esperança.
Com milhares de idéias e perseverança para que elas se realizem.
Sou como a ave mitológica, pois quando pareço não ter mais forças renasço das cinzas e incendeio a tudo e a todos com força e esperança.
Esta força que nasce de dentro e se espalha, mostrando como não devemos desistir de nossos amores, ideais e lutas.
Posso cair mil vezes, mas mil vezes irei levantar e das cinzas ressurgirei cada vez mais forte e cada vez mais dono de mim, e com certeza que estarei a cada passo mais perto da felicidade.
Posso até errar, mais poderei me levantar e mudar tudo para melhor, porque sou único neste mundo,
e tenho a obrigação de ajudar a fazer a vida ser algo melhor não só para mim, mas para todos que me rodeiam.

Autor: Odair S. Rodrigues
##########################

Achei essa mensagem, muito linda e tem tudo a ver comigo.
Espero que tenha a ver com vocês também.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Município condenado por assédio moral a Servidor

Município gaúcho condenado por assédio moral a servidor público


A 6ª Câmara Cível do TJRS confirmou determinação para que o Município de Sertão indenize funcionário público municipal por assédio moral. O autor da ação teve sua função de motorista trocada por divergências com a administração.
A ação foi ajuizada na Comarca de Getúlio Vargas, com a condenação do Município réu.
Caso:
O fato aconteceu no Município de Sertão. O autor da ação narrou que ingressou no serviço público por meio de concurso, no cargo de motorista. Segundo ele, a partir de 2008 foi privado do direito de laborar, em razão de animosidades políticas, ficando desde então sentado em um banco, em uma sala da Prefeitura, juntamente com outros dois colegas, somente cumprindo horário. O funcionário afirmou que em seu lugar assumiu uma pessoa que não foi concursada para o cargo.
O autor ingressou na Justiça pedindo indenização por danos morais.

Sentença:

Em 1ª instância, o processo foi julgado na 1ª Vara Judicial da Comarca de Getúlio Vargas pela juíza de direito Sônia Fátima Battistela.
O Município de Sertão alegou que o autor ficou inúmeros dias impossibilitado de comparecimento ao serviço amparado em atestados médicos e que a substituição se deu no período em que o autor estava sob amparo do benefício de auxilio doença concedido pelo INSS. Como o motorista trabalhava no transporte escolar, foi necessário dar continuidade ao serviço. Referiu ainda que, após regressar, o autor foi designado para dirigir outra viatura pública, um caminhão, e que em nenhum momento houve perseguição política.
No entanto, pelo relato das testemunhas no processo, ficou comprovado que havia a existência do “banco” na Prefeitura como forma de punição. Os relatos colhidos em juízo foram absolutamente harmônicos e retrataram o constrangimento e abalo psicológico que acometeram o autor, em face da inusitada obstacularização do exercício do cargo público que até então desempenhava, afirmou a magistrada.
Segundo a sentença da Juíza de Direito Sônia Fátima Battistela, restou demonstrado que o período em que o autor ficou sem atribuições não decorreu da dificuldade da administração em ajustar seu quadro funcional, mas sim de ato malicioso (doloso) e perseguição política.
Foi determinada uma indenização no valor de R$ 8 mil, acrescidos de correção monetária pelo IGP-M e de juros de mora de 12% ao ano.

Houve recurso da decisão por parte do Município.

Apelação:
O recurso foi julgado pela 6ª Câmara Cível do TJRS. O Desembargador relator, Artur Arnildo Ludwig, confirmou a sentença do Juízo do 1º Grau.
Segundo o magistrado, o réu, utilizando-se do seu poder de direção, cometeu assédio moral contra o autor, retirando-lhe legítimo direito ao trabalho, por questões políticas, e não por necessidade, como alegado. O Desembargador também afirmou que, por meio das reportagens juntadas aos autos, ficou comprovado que era prática comum da administração usar desse tipo de represália contra servidores que manifestassem divergências políticas.
Ficou mantida a condenação do Município de Sertão ao pagamento de indenização por danos morais ao autor no valor de R$ 8 mil, acrescidos de correção monetária pelo IGP-M e de juros de mora de 12% ao ano.
Participaram do julgamento, acompanhando o voto relator, os Desembargadores Luís Augusto Coelho Braga e Antônio Corrêa Palmeiro da Fontoura.
Apelação nº 70036637015

Fonte: http://www.femergs.com.br/


#############
Os exemplos concretos estão aparecendo.
Assédio Moral no Serviço Público agora é crime!
Vamos denunciar e combater esse mal que se espalha descaradamente em nossos Setores de Trabalho.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Solidão

Solidão
Um sentimento que dói em nossa alma. Quando a sentimos nos questionamos o que fizemos de errado para que todos nos abandonassem.
Dizer que a culpa é dos outros, sempre é a resposta mais fácil e confortável para nós.
Assumir que fomos nós que "construímos muros" não é tarefa fácil não. Afinal, sempre somos perfeitos, os outros é que erraram conosco.
Quantas vezes afastamos de nós pessoas queridas e que nos amam, por meio de atitudes impensadas, egoístas.
A nossa ausência naquela hora tão difícil, a nossa "falta de tempo" para ouvir, para abraçar, para beijar...
Primeiro damos um jeito de construir um muro bem grande e depois nos fechamos em nossos casulos escondidos atrás do muro e lá choramos perguntando:porque estou só?
A resposta está dentro de nosso coração e nossos pensamentos, basta ter a humildade para descer até o fundo da nossa própria alma.

domingo, 16 de outubro de 2011

Até breve ÉDIPO


Policial é executado no Centro de Viamão

Brigada Militar procura suspeito na região

Um policial militar foi executado na noite deste sábado, em Viamão. Informações da Brigada Militar indicam que Édipo Zambeli foi morto quando se dirigia a uma padaria próxima do local onde morava, na Rua Telmo de Godói Pinto, no Centro da cidade. Zambeli estaria de folga. Segundo testemunhas, os tiros teriam sido disparados por uma pessoa que passava em um veículo, por volta das 21h30min. Um cerco policial foi montado na região. Ainda segundo a BM, o suspeito estaria ferido, escondido em algum lugar próximo do local do crime. Na tentativa de salvar o amigo, um colega da corporação - também morador da vizinhança - teria atirado contra o suspeito.

Fonte: Rádio Guaíba


##################

 Lendo o  Processo Nº 70041860255- 
MJML-  

2011/Crime, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (
www1.tjrs.jus.br/site_php/consulta/.../exibe_documento_att.php ), que se trata do julgamento e condenação por tráfico de drogas de um cidadão, morador de Viamão pelo fato de o mesmo ter sido abordado e preso por uma patrulha da Brigada  Militar.

 Consta nos autos do referido processo, o depoimento do Policial Militar Édipo Zambeli, declarando que em 09 de julho de 2011, ao fazer o patrulhamento Ostensivo de rotina, abordaram e prenderam o tal cidadão de posse de entorpecentes.
O fato ocorreu na mesma cidade em que o policial militar, ontem assassinado, residia. O traficante e o Policial residiam na mesma cidade. Acredito eu, que isso facilita ainda mais essas execuções.
Édipo Zambeli é natural de Nova esperança do Sul, filho de família tradicional na cidade e gente do bem.
Vi o Édipo crescer, batalhar e entrar na corporação que ele tanto amava. Ele era uma pessoa com sede de justiça, como muitos de nós.
Não posso afirmar, lógico, que essa foi a causa da execução, isso é trabalho para a polícia.
Tudo o que posso desejar nessa hora é que haja justiça!!!!
Vai em paz ÉDIPO!!!

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Isso também passa







Chico Xavier costumava ter ao lado de sua cama uma placa escrita: ISSO TAMBÉM PASSA!


Perguntado do significado da frase, inteligentemente respondeu:


- Estás Triste, angustiado, nervoso,magoado, ferido: Isso também passa!


- Estás feliz,em festa, jubiloso: isso também passa!


NA VIDA NEM TUDO É ALEGRIA OU TRISTEZA, CADA MOMENTO TRAZ UM SENTIMENTO, MAS...TUDO PASSA!

Humildade - Frases



Pouco conhecimento faz com que as pessoas se sintam orgulhosas. Muito conhecimento, que se sintam humildes. É assim que as espigas sem grãos erguem desdenhosamente a cabeça para o Céu, enquanto que as cheias as baixam para a terra, sua mãe.
Leonardo da Vinci



Ser humilde com os superiores é obrigação, com os colegas é cortesia, com os inferiores é nobreza.
Benjamin Franklin

Três coisas agradam a todo o mundo: gentileza, frugalidade e humildade. Pois os gentis podem ser corajosos, os frugais podem ser liberais e os humildes podem ser condutores de homens.
Textos Taoístas

Humildade não é sinônimo de pobreza, humildade é saber chegar em qualquer lugar independente de quem você seja!
Israel Ziller
Aprendi que um homem só tem o direito de olhar um outro de cima para baixo para ajudá-lo a levantar-se.
Gabriel Garcia Marquez
A grandeza do homem só é medida de acordo com sua humildade.
Paulo Césa