sexta-feira, 8 de abril de 2011

Jornal Expresso Ilustrado DECEPCIONA

Sou leitora e assinante do Jornal Expresso Ilustrado desde o tempo de faculdade (URI), foi lá que conheci o jornal, no ano de 2000-2001.
Me valendo de uma postagem da Elisandra Minozzo, no dia de ontem, COPIO as palavras dela, pois o que ela escreveu é exatamente o que tenho para escrever e assim, confirmo aqui, que não sou só eu que penso o que penso sobre o assunto IMPRENSA.
"...O barulho é bem maior que o cincerro. O auê é mais a peculiar disputa de órgãos de imprensa, uns contra os outros, exploram fatos ao inverso um do outro, pouco preocupados com a vida das pessoas que estão em jogo. Não há respeito com os profissionais. Vendem espaços ao custo de destruir a vida das pessoas! Distorcem verdades e criam inverdades, não pode haver nada mais mediocre. Me perdoem, a rudeza, mas como de costume estou sendo sincera, embora não agrade..."
Bem, vamos ao fato: a página 04 do Encarte do Jornal Expresso Ilustrado, O JAGUAR Regional, traz uma matéria descrita assim: "QUIOSQUE BARULHENTO- A Brigada acabou com a barulheira de uma festa no quiosque da praça.Moradores denunciaram que o som estava muito alto e o show foi cancelado. A dupla de artistas, Paulo Duzac e Flávio Mattes, de Porto Alegre, e o dono do quiosque foram parar na polícia".
1º O SHOW NÃO FOI CANCELADO. O show foi realizado conforme o combinado (2 horas de música), e as pessoas que lá estavam foram surpreendidas pela ação da brigada militar no momento do encerramento do referido show, quando o promotor do evento justificava para o público o porque de o show ter sido realizado dentro do estabelecimento e não no lado de fora, como é o costume.
2º NÃO HOUVE DENUNCIA DE QUE O SOM ESTAVA ALTO: porque não? porque a tal denúncia foi feita por uma pessoa anônima (segundo a Brigada Militar) muitas horas antes de o show começar, e por isso mesmo ele aconteceu no interior do quiosque. Ora, como é que alguém denunciaria que o som estava alto se nem os equipamentos estavam montados quando a denúncia foi feita???
TESTEMUNHAS AFIRMAM QUE O SOM NÃO ESTAVA ALTO: tem-se quantas testemunhas quiserem de que o som não estava perturbando os moradores ao redor, inclusive os próprios.
Talvez minha opinião não tenha valor algum para os donos do Jornal Expresso e eu seja apenas mais uma frustrada com a mentira contada.
Mas sinceramente, eu esperava que o Jornal fizesse uma matéria fiel do que aconteceu, até mesmo porque na segunda-feira acompanhei pela rádio a reunião da Câmara de Vereadores e ouvi várias vezes o nome do representante do Jornal Expresso que lá estava presente.
Não entendi também, porque o jornal não divulgou as manifestações dos vereadores deste município, a respeito do que aconteceu no Quiosque.Manifestações essas, que traduzem o sentimento da população ordeira deste hospitaleiro município.
E tendo a certeza de uma inverdade publicada por este jornal, minha credibilidade quanto às demais matérias, cai por terra, infelizmente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SINTA-SE A VONTADE AO FAZER SEU COMENTÁRIO...