quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Grandes Sonhadores


Ayrton Senna

Ayrton Senna da Silva nasceu no dia 21 de março de 1960, em São Paulo.
Desde muito cedo, deixou clara a sua paixão pela velocidade. Seu próprio pai lhe construiu o primeiro kart, quando tinha apenas quatro anos de idade, e neste momento, começava uma das mais brilhantes carreiras do automobilismo mundial.
Ayrton tornou-se um ídolo em todo o mundo, e para os brasileiros, sinônimo de herói e motivo de orgulho, principalmente, quando exibia a bandeira brasileira, após uma vitória.
Ganhou três títulos mundiais na Fórmula 1 (1988, 1990 e 1991), e tornou-se uma das personalidades mais famosas de sua geração, porém, jamais perdeu sua humildade, fé inabalável e a preocupação com seus semelhantes, lutando durante toda a sua vida, pelos ideais em que tanto acreditava. Ajudou constantemente diversas instituições de caridade, exigindo apenas, que nada fosse divulgado.
Todas as pessoas íntimas de Ayrton guardavam a mesma impressão: ele detestava a possibilidade de seus gestos de caridade serem interpretados como promoção pessoal.
Em alguns momentos, a decisão de ajudar foi precedida de momentos de profundo sofrimento. Como no dia em que Ayrton visitou uma entidade de assistência a crianças portadoras de graves deficiências. De tão chocado com o quadro que viu, três irmãos portadores de graves deformações, Ayrton começou a passar mal e foi amparado pelas crianças que ele ajudaria. Voltou para a casa dos pais devastado com o que vira.
A reação do filho não surpreendeu dona Neyde. Desde a infância, Ayrton demonstrava um sentimento genuíno de compaixão pelos desfavorecidos. Como no dia em que um dos meninos pobres que moravam perto de sua casa, em Santana, bateu à porta. Era um Natal no final dos anos 60. Dona Neyde descobriu, nas palavras do menino, que Ayrton tinha cuidado do presente dele:
– Vim buscar a bicicleta.
Ayrton faleceu no dia 1º de maio de 1994, com apenas 34 anos de idade, vitima de um acidente, quando liderava o GP de San Marino de F1, na Itália.
Deixou-nos grandes lições, dentre elas, a sua determinação e a crença de que nada é impossível, desde que lutemos por nossos sonhos, com o máximo de empenho e acreditando sempre, que temos a capacidade para realizá-los.
Fonte: http://www.meusonhonaotemfim.org.br/

##################

Tenho à minha frente um poster do Ayrton Senna, em uma de suas vitórias, comemorando com champagne, como era seu costume!
Neste Poster está escrito uma frase dita pelo mesmo, que fala o seguinte: "não fosse Deus, eu não teria conseguido tudo o que consegui."
Que lição de humildade! E olha que ele é um dos nossos ídolos! Será que não poderíamos copiar ao menos um pouquinho da humildade dele?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SINTA-SE A VONTADE AO FAZER SEU COMENTÁRIO...